Penúltima Flor do Lácio

lavo Bilac foi um jornalista, tradutor, cronista, contista e poeta brasileiro. Um dos fundadores da Academia Brasileira de Letras. Nasceu em 1865, no Rio de Janeiro, falecendo aos 53 anos.

No seu soneto “Língua Portuguesa”, Olavo chamou ao Português a “última flor do Lácio”. O poeta queria dizer que a nossa língua foi a última nascida do Latim (a língua que se falava na região italiana do Lácio). 

Nitidamente, Bilac não considerou os crioulos gerados a partir dos idiomas latinos.

Na classificação de Dulce Pereira, os crioulos de base portuguesa são divididos em cinco grupos.

  • O maior de todos é o dos crioulos afro-portugueses (15 variantes), divididos entre os da Alta-Guiné (Cabo-verde; Guiné-Bissau; Casamança) e os do Golfo da Guiné (São Tomé e Príncipe; Ano-Bom, uma ilha da Guiné Equatorial).
  • Logo a seguir está o grupo dos crioulos Indo-Portugueses (14). Inclui os da Índia, Bangladesh e Sri Lanka.
  • Mais pequeno é o grupo dos crioulos Malaio-Portugueses, falados na Malásia, Timor e Indonésia.
  • O crioulo Sino-Português (chamado Patuá-Macaense) é sobretudo falado em Macau e Hong-Kong.Finalmente, existe um grupo Luso-Americano, falado em sítios como o Curaçao, Antilhas Holandesas, Suriname e Aruba. 

Hoje, Olavo Bilac ficaria pasmo com a quantidade de aromas exalados pela “penúltima” Flor do Lácio. 

Anagramas

O nosso curso de “Iniciação à Escrita Criativa” começa hoje. 

As vagas esgotaram num instante! Não conseguiste lugar nesta turma? Não desesperes: haverá outras!

Entretanto, explora este site, que contém um dos exercícios da sessão inaugural.

Hoje, entre outros temas, falaremos de anagramas: palavras ou frases criadas reagrupando letras de outras palavras ou frases. 

  • Porta – Optar
  • Carro – Corar
  • Ele mora aqui – Aquele Mário

Os jogos de anagramas ajudam a estimular a memória visual, a desenvolver o raciocínio linguístico e a aumentar o vocabulário.

Criative-se

Às vezes, no final das minhas formações de escrita criativa, perguntam-me por livros úteis para aperfeiçoar a arte.

Um dos que recomendo é este “Criative-se”, de Pedro Sena-Lino. Foi o primeiro que comprei do género. Está cheio de exercícios divertidos, angustiantes e tecnicistas. No fundo, este livro é um curso prático (muito prático, mesmo) que nos ajuda a pensar sobre a escrita. Sobretudo, a desformatar uma escrita muito moldada pela monotonia, pessoal ou profissional.

Deixo-vos um exemplo de exercício: adverbialização. Como bem lembra o autor, os advérbios são habitualmente criados a partir de adjetivos no grau normal. “Doce/docemente”. O exercício é criar advérbios a partir de verbos ou substantivos. Ou mesmo de adjetivos noutros graus. Veja-se o calibre deste exemplo: “Não ajudar era típico do Carlos” transforma-se em “Ele, carlosamente, não ajudou”.

TikTok lança programa de marketing para anunciantes

Para munir os seus anunciantes com mais ferramentas, o TikTok lançou um programa de marketing que visa medir o sucesso das campanhas publicitárias na plataforma.

Esta iniciativa disponibiliza 19 parceiros certificados para marcas que queiram apostar em publicidade no TikTok. Na lista de parceiros constam nomes como a plataforma MakeMeReach ou a Kantar. O programa abrange as áreas de gestão de campanha, desenvolvimento criativo, impacto e medições.

Esta novidade vem reforçar a aposta da plataforma no marketing para as marcas, depois de em Junho ter anunciado o TikTok for Business.

Artigo da revista Marketeer

Recomendamos também o Podcast “TikTok Self-Serve Ad Platform Opens to All Advertisers“, do Social Media Examiner, sobre este tema (em inglês). .

Variantes Dialetais dos Açores

Victor Rui Dores é um professor, escritor e ator açoriano, nascido na Ilha Graciosa. Entre várias atividades, tem-se dedicado aos estudos linguísticos. 

Neste vídeo, fala-nos da influência do Português quinhentista e das vagas de povoamento para as diferentes pronúncias que encontramos nos Açores.

“Só na Ilha do Pico, eu já recolhi 47 variantes dialetais”. Assim começa esta aula, que nos faz mergulhar no vasto mar da Língua Portuguesa.